Entendendo um pouco sobre a teoria da memória

Entendendo um pouco sobre a teoria da memória

Importante saber que a memória é uma combinação de subsistemas inter-relacionados que estão ligados e que interagem.

Um componente muito importante para a memória é Atenção.

Atençao: É um componente lógico de modelo de memória, é a capacidade para acessar a informação que chega. No nível mais fundamental está a vigilância e o despertar; nos níveis mais altos estão:

Atenção seletiva: Resistir a interferências, exemplo: Estar numa sala de aula, o foco é o  professor que está transmitindo informações, no entanto, paralelamente há pessoas na sala de aula conversando e ruídos fora da sala de aula, logo, tenho que inibir os estímulos que não são o alvo e selecionar o que realmente me interessa. Outro exemplo: ‘Em uma das aulas na qual participei , tinha um aluno que não parava de fazer um movimento com o lápis na carteira, como era difícil eu inibir esse estímulo, resolvi mudar de lugar’.

Atenção Alternada e Dividida: ‘atender concomitantemente a duas ou mais fontes de estimulação’, ‘Distribuir recursos atencionais’. Exemplo: ‘Quando estou tocando um instrumento musical ( gaita), tenho que ler a partitura ou me lembrar da música que estou tocando’. Outro exemplo: ‘Na sala de aula estou ouvindo o professor falando e  ao mesmo tempo anotando as informações relevantes’.

Atenção sustentada: manter a concentração ao longo do tempo. Exemplo manter se atento em uma aula de 40 minutos.

Estágios da Memória

  • Decodificação
  • Armazenamento
  • Recordação

Codificação: É a análise desempenhada do material a ser lembrado. Lembrar um material verbal depende da decodificação das características fonológicas, lembrar de uma informação visual depende de decodificação da representação gráfica. A informação que passa por uma análise com melhor detalhamento no processamento de decodificação terá a maior probabilidade de ser recordada do que a que foi superficialmente analisada, por exemplo: quando se usa a estratégia de categorizar uma informação.Exemplo relatado : Uma pessoa conversou com você, e contou acontecimentos e pensamentos dele. Enquanto você o está ouvindo, você está  ‘categorizando’ as informações, o que facilitará a recordação.

Armazenamento: É a transferência da memória transitória para uma retenção permanente. Importante saber que quando há dano do hipocampo ou em estruturas do lobo temporal pode haver uma decodificação bem sucedida, porém, podem não ser são capazes de mantê-las armazenadas.

 Recordação: É a procura ou ativação dos traços existentes de memória, ou seja recordar o que aprendemos.

Os participantes do blog fizeram um resumo de leitura do livro “ Barbára Wilson” ( 2003, International Neuropychological Society e marcaram como importante as informações acima.

 

 

 

por meucerebromudou